Ansiedade.com

Informe-se aqui sobre a ansiedade

Artigo sobre a ansiedade Último artigo

Ansiedade e ataques de pânico na gravidez

Ter algum nível de ansiedade e estresse durante a gravidez é normal. Isso só se torna uma problema quando está fora de controle e você se sente ansiosa o tempo todo (‘Síndrome da Ansiedade Generalizada’), ou tem súbitas ondas intensas de ansiedade (‘ataques de pânico’).

Se sua ansiedade ficar intensa demais, ou durar muito tempo, ela pode realmente afetar sua gravidez. Também existe o risco de causar algum efeito em seu bebê em desenvolvimento.

O medo do parto – conhecido como tokofobia – também é classificado como um tipo de ansiedade.

Eu tenho ansiedade?

Os sintomas da ansiedade podem incluir:

Os ataques de pânico têm os mesmos sintomas. Eles começam repentinamente e chegam ao seu pior em até dez minutos. Os sintomas extras dos ataques de pânico são:

Os sintomas físicos da ansiedade e dos ataques de pânicos podem te fazer pensar que você tem uma séria doença física, ou que está tendo um ataque do coração, o que pode te deixar ainda mais ansiosa.

Depressão e ansiedade

Algumas pessoas também podem começar a sofrer com a depressão durante a gravidez, como resultado da ansiedade. Leia nosso guia sobre a depressão pré-natal para descobrir mais.

Quão comum é a ansiedade?

Muito comum. Mais de uma em cada dez mulheres gravidez apresentam ansiedade.

O que eu devo fazer?

Diga ao seu obstetra ou médico se já apresentou ansiedade no passado, ou se tem esses sintomas agora que está grávida.

Você pode se sentir bastante aflita ou culpada por se sentir ansiosa e em pânico num momento em que todos esperam que você esteja feliz, mas a ansiedade não é sua culpa.

O obstetra ou médico não vai te criticar ou te julgar por ter esses sentimentos – eles sabem que isso acontece com muitas mulheres grávidas, e vão discutir e organizar tratamentos para que você possa melhorar.

Pode ser difícil falar sobre seus pensamentos e sentimentos. Você talvez queira escrever primeiro aquilo que vai dizer, ou talvez queira ter alguém com você.

O importante é deixar alguém saber, para que a ajuda adequada possa ser encontrada o mais cedo possível.

Seu obstetra ou médico deve te fazer uma série de perguntas que foram pensadas para descobrir o seu nível de ansiedade. O tratamento vai depender do resultado.

Quais são os fatores de risco para desenvolver ansiedade?

Qualquer um pode desenvolver ansiedade, mas algumas coisas aumentam a probabilidade:

Qual é o tratamento para ansiedade?

A síndrome da ansiedade generalizada e os ataques de pânico geralmente são tratados com o uso de ténicas de auto-ajuda, baseadas na terapia cognitivo-comportamental (TCC). Se você tem ansiedade leve, talvez não precise de tratamento. Seu médico vai discutir as opções com você.

Se você já tomava medicação para ansiedade antes de engravidar, o médico vai discutir qualquer risco que a medicação possa representar para o seu bebê.

Ele vai falar com você sobre potencialmente parar a medicação e seguir para o tratamento psicológico, como a TCC, ou trocar para uma medicação que apresente menos riscos, mas ainda funcione.

Como posso me acalmar?

Aqui estão algumas maneiras de lidar com seu estresse e reduzir a ansiedade no trabalho e em casa: